rebento

o meu rebento
é uma canção que se avizinha
que ainda está pra nascer
o meu rebento
é um brado forte
com cordas de aço
em um coração partido
o meu rebento
é essa poesia
sanguinária
louvando as cavalarias de retirantes
o meu rebento
é esse rebanho de famintos
que clamam liberdade
o meu rebento
ah! quem me dera
o meu rebento
é poder saciar essa sede
nos braços da mulher amada
e declamar cedinho
em espumas ondulosas
esse mar de sorrisos
um sorriso de manoel de barros
…deixe que eu quero chegar
!!!!!!!!

Comentários

There is 1 comment for this article
  1. Jairo llima 3 de novembro de 2011 15:51

    Poema bem constuído que nos devvia o olhar para a contemplaçao apolínea e o mergulho dionisíaco. Valeu demais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo