Retorno ao caótico relevo do desejo

“Vladimir Nabokov escreveu uma frase modular que António Lobo Antunes assinaria embaixo: “A originalidade só tem a si própria para copiar.” Os bons escritores estão sempre chafurdados na mesma galeria sentimental e circundam, a cada novo livro, uma e outra vez suas obsessões até a morte finalmente aposentá-los. Dessa feita, um novo livro de um bom escritor é um paradoxo: se ele é realmente bom, se ele tem algo a dizer, será apenas mais um passeio à mesma galeria sentimental gasta, ainda que as personagens mudem de nome e os ambientes sejam outros.” Vinicius Jatobá

aqui

Go to TOP