Revelações

por Iara Maria Carvalho

minha armadilha de caçar pitombas

é breve como um cochilo,

livre igual atalho,

nuvem espumosa de amor:

no tempo da colheita,

descasco as fibras da saia

e me surpreendo com o tumor.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois − 1 =

ao topo