Revorêdo será afastado da Funcarte

O presidente da Funcarte, César Revorêdo está em reunião com funcionários da instituição neste momento, sem ninguém do primeiro escalão da prefeitura. E até agora nenhuma ordem foi dada quanto à sua exoneração. Segundo informações, o presidente será apenas afastado enquanto a Capitania passa por uma auditoria.

Há quem diga que o adjunto da Capitania, jornalista Rodrigues Neto, esteja por trás do pedido de exoneração e aproveitou a deixa da matéria-denúncia publicada pelo Diário de Natal semana passada. Para quem não lembra, ele foi um dos grandes cotados para assumir a presidência. Para abrigá-lo na Funcarte, a prefeita Micarla de Sousa criou o cargo de secretário-adjunto. Há que se imaginar o desejo do funcionário da prefeita há 15 anos pelo aumento de patente.

Seja lá quem for que assuma nada mudará. Que se coloque Dácio Galvão ou François Silvestre – dois elogiados gestores. O problema ali nãó é César Revorêdo, é o processo, ou outros mandantes. Não foi César quem adiou o ENE e mudou para ELE; não é ele o responsável pela nova arquitetura carnatalizada do Natal em Natal; nem é culpa dele o atraso do pagamento dos funcionários. Quem assumir herdará tudo isso e algo mais.

Não defendo, com isso, nenhuma competência exarcebada de César Revorêdo. De repente haja outros melhores. Defendo a vontade de fazer a coisa acontecer e encontrar pela frente o freio burocrático. Se houve criatividade para driblar estar muralhas impostas pela máquina do poder público? Não sei. De certo, cansado pela pressão de funcionários insatisfeitos e de outra matéria publicada pelo DN denunciando o atraso no pagamento dos salários, houve a precipitação do pagamento pelo cheque do motorista; o ato ilegal e a consequente balbúrdia, com havia de ser.

Vamos esperar o desenrolar dos acontecimentos que de pouco mudarão a fisionomia caricatural que virou a cultura natalense. E por culpa de outras revoadas…

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo