Robert Walser

W. G. Sebald dizia que a literatura de língua alemã da qual ele mais gostava, e da qual se sentia herdeiro, era não aquela de Berlim ou dos grandes centros, mas a escrita “nas bordas”…

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo