Roberto Carlos autoriza relançamento de seu disco “proibido”

Cópia original em vinil de “Louco por Você”, primeiro LP de Roberto Carlos
Por Marcus Preto
Foto: Flávio Florido – Folhapress
FSP

Primeiro álbum de Roberto Carlos, “Louco por Você” vai ver a luz pela primeira vez desde seu lançamento, em 1961. O cantor vai anunciar neste domingo (12) em encontro com a imprensa em navio, no Rio, que liberou a reedição. E que uma versão remasterizada do trabalho deve chegar às lojas já no próximo mês.

“Louco por Você” é uma raridade, chegando a custar R$ 5.000 em leilões de colecionadores. Isso porque Roberto renegou o disco tão logo começou a fazer sucesso com a jovem guarda e vem proibindo seu relançamento no decorrer desses 51 anos.

Há poucos dias, todas as faixas de “Louco por Você” foram disponibilizadas no iTunes Store, loja virtual da Apple. Na ocasião, o cantor disse, por meio de sua equipe, que notificaria a empresa. Ao que tudo indica, entraram em acordo.

Em “Louco por Você”, Roberto expõe toda a influência que recebeu de João Gilberto. “Chega de Saudade”, álbum inaugural da bossa nova, ainda era uma novidade quando o Rei entrou em estúdio, dois anos depois.

Comentários

Há 2 comentários para esta postagem
  1. carlos de souza 3 de fevereiro de 2012 11:36

    devia liberar a biografia, que não tem uma sequer revelação que já não tenha em sua discografia e reportagens jornalísticas. punir um escritor sério por pura babaquice diminui sua aura de “rei”, isso sim.

  2. Marcos Silva 3 de fevereiro de 2012 10:43

    Enfim, acesso a documento inicial de uma carreira. Eu era criança quando esse disco surgiu, lembro do sucesso de algumas faixas no rádio. No livro “Balanço da bossa”, Augusto de Campos caracteriza Roberto Carlos como o João Gilberto da Jovem Guarda. Erasmo Carlos também evidencia ter ouvido João, a gravação de “Eu sonhei que tu estavas tão linda” vai por aí. E o pessoal do rock anos 80, com Marina Lima à frente, mantém essa tradição.
    Roberto Carlos tem repertório montanha-russa mas, certamente, coloca a voz muito bem, aprendeu com João, sim. O disco em homenagem a Tom Jobim, que gravou junto com Caetano Veloso, deixa isso muito claro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo