Rubens Figueiredo debate traduções literárias em mesa-redonda no Recife

Escritor Rubens Figueiredo / Foto: Bel Pedrosa (BEL PEDROSA)

Por Fellipe Torres
Foto: Bel Pedrosa

Entrevista

Você não costuma comentar os prêmios e homenagens que recebe. Esse contato com o público em feiras literárias é  mais significativo?

É um debate bastante livre, em que pesa muito a participação da plateia. Como também sou professor da rede pública de ensino e tenho alunos adolescentes e adultos, a sensação é muito parecida com a de dar aula. As pessoas fazem perguntas e dizem coisas surpreendentes, não necessariamente sobre o meu trabalho. Gosto de ouvi-las. De repente estão ali pessoas que nunca vi antes e jamais tornarei a vê-las, e elas formulam pontos de vista bastante ricos a partir do que estou dizendo. É muito positivo. Valorizo ao máximo.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − oito =

ao topo