Ruy Castro

ruy castro“Na hora de escrever, Ruy Castro segue uma linha cronológica. Começa por antes de o personagem nascer: por pais, avós e até bisavós. Isso para não perder informações importantes que podem de alguma forma ter influenciado o personagem. Um exemplo é a importância da República Velha para entender o contexto do Brasil que Nelson Rodrigues vivenciou. Essa regressão pode ser um problema na leitura, já que Ruy acredita que o leitor médio quer reconhecer o que já sabe. Uma informação nova pode “ofendê-lo”. Portanto, ele aposta sempre na boa informação e em contar boas histórias. Uma amostra da importância disso é que muita coisa aconteceu cerca de dez antes de João Gilberto gravar “Chega de saudade”. Tanto que a gravação da música está registrada já quase na metade do livro homônimo da canção.”

aqui

Go to TOP