“Saia justa” na Feira do Seridó

Participei no sábado, em Caicó, junto com o escritor Tarcísio Gurgel e o jornalista Vicente Serejo, de uma mesa redonda sobre jornalismo e literatura na Feira do Livro do Seridó, organizada pela Oficina da Notícia. Fiz o papel de mediador e algumas intervenções pontuais e curtas.

Pelo menos no sábado tinha muita gente no evento (foi aberto na quinta e se estendeu até o domingo), não participei nos outros dias. Um público bem interessado acompanhou a mesa redonda, que gerou uma “saia justa” para o presidente da FJA Crispiniano Neto. O poeta Marcos Cavalcanti, sem se dirigir diretamente a Crispiniano, criticou a hibernação da revista Preá e o advogado Revil Alves a perda pela FJA de um cd que continha um livro para publicação. Ao final da mesa redonda, o presidente da FJA pediu a palavra e se defendeu. Culpou a burocracia pela paralisação da Preá, disse não ter notícia do tal cd e lembrou que a Feira recebeu apoio da Fundação.

Senti falta do pessoal do Casarão da Poesia, de Currais Novos, estava na expectativa de encontrar em Caicó alguns escritores que fazem parte do grupo.

Go to TOP