Sarau Epifânico

João, Abimael, Nina, Cláudia, Teresinha e Falves no Sarau

Meus Amigos:

Meu coração ainda estar em festa. A poesia ainda reverberá por muito tempo, tenho certeza. Sábado de muita alegria e ecumênico. A poesia percorreu todos os poros e mentes de alguns seres iluminados pelos sons e cores da poesia universal. Foi um encontro histórico para muitos. Conhecer Tania e Claudinha é mais do que epifania. È a poesia em tronco, membro, vísceras e vida. Lindas.

Odaires, Teresinha capitaneadas pelo grande Falves. Odaires cantando lindamente. Nina nin cantando parabéns para você a la Monroe para o aniversariante da festa. Quantas pessoas lindas. Nei Leandro chega e deixa uma poesia para Nina. Aluízio Matias animadíssimo e morrendo de pena de ter que ir a uma reunião. Homero e Dom Inácio ainda experimentam do grande pernil a la Abimael. Alma de Vaqueiro não estar bebendo o seu vinho de 1,99. Ricardo e Ronnie Von. O grande Cefas colorindo a manha tropical com Morrisey e simpatia. Ciro com seu filhinho. Jarbas em estado de êxtase recitando uma anti-elegia para Emanuel. João da Rua e Tetê.

Natal estava bem representada no que ela tem de melhor. O amigo Tácito tomando uma cerveja de alegria. Verdade. E Tânia que eu conhecia pela prima vez. Que doce. Que angelical. A poesia em estado de mulher. E muitos outros amigos todos numa grande celebração. E que maravilha Nina, Claudinha e Jarbas com suas fotos e textos aqui para alegrar a cidade e nossos corações. A festa continuou por noites e dias e ainda soa. O sebo Vermelho virou uma garçonnièri.

Obrigado a todos os Deuses da Poesia. Obrigado Bandeira, Lorca, Neruda, F. Pessoa, Gullar e outros que a emoção permitiu dizer. Amo todos vocês. Muito obrigado.

Físico, poeta e professor [ Ver todos os artigos ]

Comments

There are 3 comments for this article
  1. Marcos Silva 17 de Maio de 2010 9:37

    João:

    Ainda com inveja por não ter podido ir, aproveito para dizer que não vejo Alma de Vaqueiro desde 1970. Continua o mesmo? Abração nele e diga pra ele que eu continuo o mesmo com mais 40 anos de vida. Fala pra ele me escrever.
    Abraços:

    Marcos Silva

  2. João da Mata
    João da Mata 17 de Maio de 2010 10:32

    marcos,
    Darei o recado ao Alma de Vaqueiro. Achei ele muito bem no seu jeito autentico e humilde de ser. Tá tomando umas medicaçoes e nao podia beber. Faz parte da confraria da Livraria.
    abração,

  3. Tânia Costa 17 de Maio de 2010 10:33

    “Haja hoje para tanto ontem” – Paulo Leminski

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP