Scorcese e o cinema que ainda há

Amigos e amigas:

A entrevista e os filmes de Scorcese são lições. Desde Taxi driver, esse diretor me fascina. Como ele consegue o delicado equilíbrio entre tradição clássica e inovação necessária? Ainda bem que Scorcese existe!
Abraços:

Nasci em Natal (1950). Vivo em São Paulo desde 1970. Estudei História e Artes Visuais. Escrevo sobre História (Imprensa, Artes Visuais, Cinema Literatura, Ensino). Traduzo poemas e letras de canções (do inglês e do francês). Publiquei lvros pelas editoras Brasiliense, Marco Zero, Papirus, Paz e Terra, Perspectiva, EDUFRN e EDUFRJ. Canto música popular. Nado e malho [ Ver todos os artigos ]

ao topo