Semana santa com os épicos e nascimento do cristianismo

Mergulhei nos filmes bíblicos na semana santa. Sofri muito com Jesus sendo perseguido e crucificado em “Jesus, a maior história de todos os tempos” e a “Maior história de todos os tempos”.

Chorei muito com os cristãos sendo devorados por leões. Vibrei com Ursus lutando com o touro para defender a cristã Lygia em “Quo Vadis” (foto). Nero louco tocando fogo em Roma. E a sádica Salomé pedindo a cabeça de João Batista. Ela está linda e sensual em “Reis dos Reis”, dançando a dança do ventre.

Xinguei Judas ao trair o Cristo. Fui guiado pela estrelas com os Reis Magos e trouxe Incenso, Ouro e Mirra para o recém nascido de Nazaré. Derramei rio de lágrimas com a matança das crianças a mando de Herodes tentando atingir Jesus.

Não entendi qual foi a de Pedro ao negar Jesus por três vezes. Vi como foi difícil o início do cristianismo com as pregações de “Pedro e Paulo”. Paulo sai pregando em dois continentes e depois é decapitado. Pedro é crucificado como cristo na cruz.

Depois procuro Daniel – o amigo de Marcelino – em “Marcelino Pão e Vinho”. Gostei de morar naquele convento e levar Pão e Vinho para o cristo.

Sofri mais umas tantas vezes em mais uma semana santa. Não comi carne ouvi as cantatas de Bach. Fui quase um monge e segui as regras. Amar o próximo como a si mesmo e um grande ensinamento. Jesus foi mesmo uma grande cara.

Físico, poeta e professor [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Há 5 comentários para esta postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo