Semana santa com os épicos e nascimento do cristianismo

Mergulhei nos filmes bíblicos na semana santa. Sofri muito com Jesus sendo perseguido e crucificado em “Jesus, a maior história de todos os tempos” e a “Maior história de todos os tempos”.

Chorei muito com os cristãos sendo devorados por leões. Vibrei com Ursus lutando com o touro para defender a cristã Lygia em “Quo Vadis” (foto). Nero louco tocando fogo em Roma. E a sádica Salomé pedindo a cabeça de João Batista. Ela está linda e sensual em “Reis dos Reis”, dançando a dança do ventre.

Xinguei Judas ao trair o Cristo. Fui guiado pela estrelas com os Reis Magos e trouxe Incenso, Ouro e Mirra para o recém nascido de Nazaré. Derramei rio de lágrimas com a matança das crianças a mando de Herodes tentando atingir Jesus.

Não entendi qual foi a de Pedro ao negar Jesus por três vezes. Vi como foi difícil o início do cristianismo com as pregações de “Pedro e Paulo”. Paulo sai pregando em dois continentes e depois é decapitado. Pedro é crucificado como cristo na cruz.

Depois procuro Daniel – o amigo de Marcelino – em “Marcelino Pão e Vinho”. Gostei de morar naquele convento e levar Pão e Vinho para o cristo.

Sofri mais umas tantas vezes em mais uma semana santa. Não comi carne ouvi as cantatas de Bach. Fui quase um monge e segui as regras. Amar o próximo como a si mesmo e um grande ensinamento. Jesus foi mesmo uma grande cara.

Físico, poeta e professor [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Há 5 comentários para esta postagem
  1. João da Mata 26 de abril de 2011 11:23

    Sim, amigo Marcos

    Alguns outros estão na lista. O Evangelho Segundo São Matheus de Pasolini é deslumbrante.
    Je vous salue, Marie de Godard tambem foi visto
    abração

  2. Marcos Silva 26 de abril de 2011 11:05

    João:

    Comi bacalhau e outras carnes pois o organdi anda barato pra cachorro. Revi Sansão e Dalila – com Heddy Lammar, não tem Sansão que aguente, Deus até perdoa. Senti saudades dos Jesus de Pasolini, que a tv não reexibe nessa época. São Jesus materiais, passam fome (A ricota) e sentem raiva (O Evangelho segundo São Mateus).
    Abraços:

  3. João da Mata 26 de abril de 2011 10:53

    Obrigado Amigos,

    Foi realmente uma semana santa. Só não lembro de ter comido bacalhau;
    Tomei bastante vinho. Ouvi tambem as cantatas de Bach e as Cantigas de Santa Maria ( postei comentário no SP ).

  4. Danclads Lins de Andrade 26 de abril de 2011 10:39

    Semana Santa e filmes épicos, maravilhosa combinação.

    Jesus de Nazaré, Ben Hur, Quo Vadis, Spartacus e tantos outros…

    Se emocionar com a história de Jesus, se revoltar com o destino de Ben Hur, indignar-se com o pedido de Salomé, encantar-se com a inocência de Marcelino, torcer pelo escravo trácio Spartacus, tudo isto forma a aura pascal…

    Tudo isto regado a bacalhau e um bom vinho.

    Ótima programação que tivestes, ótimo texto amigo.

    Abs.

  5. Ednar Andrade 26 de abril de 2011 9:20

    Querido, poeta e amigo.

    Nas asas amplas da tua lúcida e incólume imaginação, “sempre viajo”.

    Marcelino, pão e vinho… Quem não leu, não sonhou com aqueles pomares, não falou com os sapos, não teve infância. Eu falei e falo até hoje… Rs… E continua sendo tão bom, guardar dentro de si e também dividir lembranças e sonhos… Já te falei: tens este dom.

    Obrigada pelo passeio matinal. Recebi o passaporte. Rs…

    Beijos, querido, sempre.

    PS: não te esqueço, não suma. Rs…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo