Signo de mercúrio

Oriundo de forças centrípetas
Vem corrosivo e deletério,
Invadindo poros,
Aniquilando ilusões…
E deságua pesado e intenso,
Á revelia dos desejos,
Explodindo no ar
E deixando para trás
Um rastro de nada…

Comments

Be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP