Silvério Pessoa encerra comemoração do Dia da Poesia na Funcarte

Depois de divulgar a programação do Dia da Poesia, a Funcarte ouviu lamentos e resolveu lançar três editais literários também na data. Acho que quando viu uma programação mais incrementada pela Fundação Zé Gugu, resolveu ser “mais grande” e encerrará a tradicional comemoração da data com, nada menos, que um show do pernambucano Silvério Pessoa – o cara é foda! Com um show em voz e violão num diálogo entre música, poesia e identidades sonoras, o músico abre a apresentação a partir das 20h, no pátio da Capitania das Artes. Claro, com entrada franca. E, claro também, é nesta sexta-feira.

Silvério revisa em suas canções as influências diretas da literatura, da poética e dos poetas que são seus parceiros: Marco Polo, Climério, Raimundo Carrero, e a presença da cultura Occitana através de um diálogo que o mesmo mantém durante 10 anos como resultado de pesquisas e de viagens ao Sul da França, o que culminou com cds e com sua recente defesa de dissertação de mestrado. Silvério canta Poesia Urbana, Nas terras da gente, Esta Cidade, Pernambucana, Na boleia da Toyota, Coco do M, Rara Beleza, Saia Azul, ao mesmo tempo que intercala suas canções com as situações no campo da literatura e da poesia que mais marcaram sua vida artística.

Comments

Be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP