Simples Filosofia

Recebi hoje – e agradeço o gesto – o livro de Pablo Capistrano. Se chama Simples Filosofia. Mais um editado pela Rocco. E minha inveja do rapaz subiu aos cumes da alma. Não nego: sempre tive inveja de Pablo. Desde que ingressei no curso de Filosofia na UFRN, idos de 1997, e Pablo estava próximo de conclui-lo.

Nessa época e incentivado pela erudição do cara que discutia de igual para igual com os professores, comecei a ler seus artigos no Jornal de Hoje, onde eu mesmo já dava minhas contribuições, também. Acho que somo mais de 30 artigos naquela página estranhamente ainda quadradíssima do jornal.

Folheei agora há pouco o livro. São textos deliciosos. Para os interessados em filosofia ou não. A mãe das ciências sociais é explicada sob metáforas comuns do cotidiano. É livro para iniciantes e iniciados na seara. Ou para entusiastas da boa crônica.

Mas a inveja aumentou mesmo quando li no blog de Mário Ivo a idade de Pablo. Não que ele aparentasse mais que seus 35 anos. Eu é que desejava isso. Gostaria que tivesse pra mais de 50. Seria mais confortável aceitar tamanho conhecimento de uma pessoa mais velha, não com apenas quatro aninhos distantes.

Tudo bem. Quando não consegue vencê-los – como se precisasse – junte-se a eles, diria o aforismo. Pois vou esperar um domingo sem plantões para degustar o livro e lembrar que um dia já me aventurei pelos campos de espinhos e morangos da filosofia e do qual ainda guardo cicatrizes.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × um =

ao topo