Slavoj Zizek, um sujeito incômodo

“Em que espécie de mundo estamos quando Hollywood precisa retirar o sexo dos filmes?”, pergunta Slavoj Zizek, ao comentar a súbita frigidez de James Bond no último episódio da saga, “Quantum of Solace”, um sinal da “economia do medo” que, segundo ele, rege as relações humanas contemporâneas.

aqui

Comentários

There is 1 comment for this article
  1. Jota Mombaça 15 de maio de 2011 20:08

    POR UMA ALMA QUE ROA AS BORDAS DESTE CORPO COLONIZADO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo