Sobre a nova viagem de Esmeralda

E-mail do poeta Jairo Lima, chefão do blog Papo Furado,  direto de Salgueiro-PE, enviado ao escritor François Silvestre, sobre o romance “Esmeralda: Crime no Santuário do Lima”:

“Esmeralda fez boa viagem e chegou em paz. Encontrei-a quando me acordei da sesta e desci as escadas pra mijar no banheiro de baixo, porque o de cima tava sem água.

Rasguei o embrulho rapidamente, sentei pra dar só uma olhadinha no livro, a bexiga estourando, e terminei lendo toda a “Oferenda”. Saí correndo, o mijo quase escorrendo pelas pernas e a cabeça aluada, como se tivesse visto serras. E lindo, meu irmão, o livro começa com fôlego de grande obra, e eu fico abestalhado de conhecer pessoalmente um grande escritor desse mundo. Uma vez, no Rio, assistindo a estréia de E la Nave va, de Fellini, me dei conta de que estava sendo, pela primeira vez, contemporâneo de uma obra prima e pensei, num boteco depois do cinema, no espanto das primeiras pessoas que entraram pra ver o teto da capela Sistina.

Hoje foi assim, só que, além de contemporâneo, sou conterrâneo de uma obra prima e posso tomar uma cervejinha, quando quiser e puder, com o Da Vince. Que atende pelo nome de François Silvestre (tio padre) e é meu irmão e amigo.

P.S. Quando acabar de ler o livro vou te mandar mais umas lorotas.”

Jairo Lima

Comments

Be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP