Sobre Religião e ideologia

Por Eva Barros

Prezado François Silvestre

Sem babaquice, um dos sentimentos prazerosos que experimento aos domingos é o que resulta da leitura de sua coluna. Às vezes, esse sentimento é até antecipado, quando recebo JN no finalzinho do sábado.

Mesmo com atraso, (que bom que aqui não há validade a ser expirada) quero que saiba que seus escritos do penúltimo domingo, Religião e Ideologia {publicado também no SP}, me soaram soberbos. Você esbanjou: lógica, raciocínio, conhecimento, cultura, senso crítico, honestidade, coragem, discernimento e uso e abuso da linguagem literária. Obrigada pela sua inteligência, mas principalmente pelo seu caráter e valores.

PS. Para minha frustração, ontem me deixaram sem jornal, mas isso já foi providenciado.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo