Sou um parodoxo

Um pensamento para reflexão: O mais alto paradoxo do personalismo cristão é ser um indivíduo ‘encontrado em Jesus Cristo’ e, assim, ‘perdido’ para tudo aquilo que, do ponto de vista mundano, pode ser considerado como sendo o seu ‘eu’. Isto significa ser, ao mesmo tempo, você e Cristo.

Não sei se é por ser artista

autista?

jazzista,

músico instrumentista.

Sinceramente não sei

apesar da psicanálise

Tenho altos e baixos

como todo mundo.

Raso e profundo.

Entro em conflito

grito

comigo e com o outro.

Mas um dia briguei com um cara

que maltratava um potro.

Penso que um cara desses

é mais bruto que um cavalo.

E naquele embalo

eu não encontro o ETERNO nele.

Exalo.

Me entalo.

Jacu-estalo.

Mas eu sei da minha luta interna

eterna

para ser gente.

Agradável. Contente.

Muitas vezes triste.

Sofrendo.

Querendo, morrendo…

Outras vezes com o dedo em riste.

Criticando.

Podando.

Chicoteando.

E, quando estou bem,

tocando!!!

Dando o melhor de mim ao povo

tudo novo.

Comentários

Há 11 comentários para esta postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois + seis =

ao topo