Substantivo Plural

café

Café,
Carinho,
Abraços,
Risos
E nas taças,
Vinho.
Um ajuste
Nos elos.
Um aperto
Nos nós.
Singular
Momento
E felizes
Amigos
Substantivos
Plurais.

(Ednar Andrade).

Comentários

Há 6 comentários para esta postagem
  1. Anne Guimarâes 19 de junho de 2011 13:50

    As imagens de ontem passam aqui como um filme inteiramente poético que revisito toda vez desejo estar dentro dele.
    Acredito que a vida se tece disso: de momentos sublimes e elos como esse nossos… Tácito concordo com você, foi encantador! Lívio tem razão, parecíamos amigos de infância… Da Mata, obrigada pelo abraço carinhosíssimo e Ednar – minha poeta anil – cada vez mais compreendo o porque da nossa ligação. E Danclads querido, adorei conhecer você também, sinto que minha amiga está resguardada de todo mal ao seu lado.
    Beijos, com sabor de bis, meus amigos!!!!!!!!!

  2. Lívio Oliveira 19 de junho de 2011 12:10

    Ednar, querida amiga, estou tentando lhe enviar as fotos do encontro de ontem, mas tá difícil. O computador está extremamente lento. Vou ver se consigo resolver isso. Senão, nessa semana que inicia, darei um jeito.

  3. Lívio Oliveira 19 de junho de 2011 11:57

    Ei, João, o meu vinho foi mais barato: R$ 30,00. Por isso, tomei logo duas garrafas. Tô aqui só o bagaço! rsrsrsrsrs. Forte abraço pra todos! Parecia até que éramos amigos de infância!

  4. Tácito Costa 19 de junho de 2011 11:40

    Foi um encontro encantador. Eu ia comentar, mas a morte de Bartolomeu me deixou sem ação, estive no velório hoje cedo e voltei triste pra casa. Você resumiu bem o que foi o nosso café, assim que Anne enviar as fotos eu posto uma seleção aqui. Meu agradecimento a todos pela tarde singular de ontem.

  5. João da Mata 19 de junho de 2011 11:39

    Querida Ednar, foi bom demais
    Adorei te conhecer ao vivo e em muitas dimensões
    Sua poesia agora será lida com as várias peles e epidermes.
    Não existe maior poesia que a vida e a sua é um hino de resitencia e garra. Parabens. Parabéns querido Danclads, tu sabes do que falo

    ps. num outro encontro leve num lugar mais barato, viu Tácito
    Pagamos R$ 95,00 por um vinho Chileno ( arre égua ).
    E o SP não recebe verbas oficiais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo