Tabacaria: um estoico poema teiveano

“Come chocolates, pequena;”

Um poema cumpre o destino de um Pessoa fingidor. Todos nos fingimos e para isso criamos couraças. No caso de Pessoa ele precisou criar vários heterônimos para ao mesmo tempo assumir todos e nenhum. Um eterno fingidor é o poeta. Cansado, eternamente pessoa. Sem nenhuma ideologia ao poetar o poeta assume uma verdade que não lhe é dado na vida real. O Barão de Teive é seu derradeiro heterônimo. O poeta se refere a ele em carta de 28/ 06/ 1932 destinada ao seu grande biógrafo João Gaspar Simões. Teive reproduz, em grandes linhas, a própria vida de Pessoa. “Nunca pude dominar o influxo da hereditariedade e da educação infantil” (in FP Uma quase Biografia , João Paulo Cavalcanti Filho ). Todos os seus eus são fugazes. Na poesia ele pode exercer essa fuga de si mesmo e ” fingir que finge”.

Pessoa transfere para Teive todas as certezas que os loucos têm mais do que nós. Teive é um estoico que comete suicídio assim como seu grande amigo Sá- Carneiro. Quando da morte de Sá-Carneiro em um hotel em Paris, Fernando Pessoa perde sua ultima referencia humana. Ponho fim a uma vida que me pareceu conter todas as grandezas, e não vi senão a incapacidade de as querer, diz Teive.

O poema Tabacaria foi escrito em 1928, quatro anos do nascimento do seu ultimo heterônimo Teive, inspirado num certo humanista Diogo Teive.

É nítida a relação entre o pensamento do estoico Barão e o eu lírico de Tabacaria, como bem observou José Paulo in opus cit.

Estoico

Se tiver certezas, lembro-me sempre que todos os loucos tiveram maiores

Tabacria
Em todos os manicômios há doidos malucos com tantas certezas
Estoico

Mas vale sonhar que ser

Tabacaria
Não sou nada … À parte em isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.
Estoico

De minha janela … que nem ela é.

Tabacaria

Janelas do meu quarto … que ninguém sabe quem é.

Físico, poeta e professor [ Ver todos os artigos ]

Comments

Be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP