Teatro Alberto Maranhão reabrirá com recursos do Governo do Estado

Em resposta aos anseios da classe artística, o Governo do Estado decidiu reabrir o Teatro Alberto Maranhão com recursos próprios. Ou seja: não vai esperar a verba federal do PAC Cidades Históricas ou mais de dois anos com o principal palco do Estado de portas fechadas.

A iniciativa partiu da titular da secretaria de Trabalho, Habitação e Assistência Social, Julianne Farias, após conversa com o diretor do TAM, Toinho Silveira. E que não apareça outros “pais” da criança. A secretária viabilizou os recursos necessários junto ao projeto RN Sustentável. O projeto diz respeito às exigências do Corpo de Bombeiros e também de restauro do Teatro.

Está sendo providenciada toda a papelada burocrática de termos de referência e outros documentos para início do processo de licitação. A estimativa deste blogueiro é de que lá pra março, até mesmo após o recesso costumeiro de início do ano, o TAM reabra as cortinas.

Não é tão pouco tempo para quem clama por arte urgentemente, mas é bem menos do que os dois anos estimados por quem prefere esperar um recurso milionário em um país afundado em crise. Deve ter seus motivos.

Jornalista por opção, Pai apaixonado. Adora macarrão com paçoca. Faz um molho de tomate supimpa. No boteco, na praia ou numa casinha de sapê, um Belchior, um McCartney e um reggaezin vão bem. Capricorniano com ascendência no cuscuz. Mergulha de cabeça, mas só depois de conhecer a fundura do lago. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × dois =

ao topo