TEIA de qual diversidade?

por Luana Reis Brito

Venho aqui como integrante do Cacuriá de Dona Teté deixar minhas reclamações ao evento. Nosso grupo se inscreveu no processo seletivo de apresentações artísticas, fomos aprovados; pediram para diminuirmos a quantidade de pessoas que iriam participar do evento, atendemos a solicitação; recebemos um informe por correio eletrônico que estava confirmada nossa participação; passamos as duas últimas semanas ligando aos organizadores do evento sem êxito; soubemos que nossa apresentação seria no sábado por meio do Site Teia e somente segunda-feira dessa semana fomos informados pelo evento que dançaríamos no sábado dia 24 e que viajaríamos 1 dia antes e voltaríamos 1 dia depois; passamos a semana ligando para obter informações acerca da passagem e continuamos sem obter nenhuma resposta, melhor, as pessoas do evento nos diziam para “RELAXAR” que nossa apresentação era somente no sábado e nossas passagens iriam chegar. Somente hoje dia 22.05 fomos informados que houve problema e nós não iríamos mais participar do evento. As pessoas do CACURIÁ DE DONA TETÉ se programaram para participar do evento, desmarcaram compromissos. Observo tanto pelo descaso quanto a maneira como trataram nosso grupo- pedindo para relaxar- que os organizadores não possuem nenhum respeito as manifestações da cultura popular. Muito se fala em diversidade e em valorização das culturas tradicionais, porém quando sai do discurso para prática é dessa forma.

Recomendação do blogueiro: Parafraseando uma ministra, “relaxe e goze”, minha fia!

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo