Tela que pertencia a Eric Clapton é arrematada por US$ 34,2 milhões

 Alto padrão de qualidade associado à proveniência da obra elevaram o preço da tela ‘Abstraktes Bild (809-4)’ Foto: Reuters

O GLOBO

Pintura do alemão Gerhard Richter foi a obra de um artista vivo mais bem paga em leilão.

RIO – Um pintura abstrata do artista alemão Gerhard Richter, que pertencia ao acervo do guitarrista Eric Clapton, foi arrematada por US$ 34,2 milhões (cerca de R$ 69,8 milhões) nesta sexta-feira, 12, em Londres. Segundo a Sotheby’s, essa foi a obra de um artista vivo mais bem paga em leilão. O recorde anterior fora obtido em 2010, num leilão na Christie’s, em Nova York, quando o painel “Flag”, de Jasper Johns, foi vendido por US$ 28,6 milhões (cerca de R$ 58,3 milhões).

A tela, intitulada de “Abstraktes Bild (809-4)”, foi arrematada em apenas cinco minutos por um comprador anônimo. A estimativa era de que a obra fosse vendida por algo entre US$ 14 milhões (cerca de R$ 28,5 milhões) e US$ 19 milhões (cerca de R$ 38,7 milhões).

– A combinação de um padrão de qualidade de ouro com uma proveniência excelente fez com que este fosse um leilão histórico – declarou a Reuters Alex Branczik, diretor da Sotheby’s.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 3 =

ao topo