Tempo e limite

chacrinha

“Entre as estreias, ainda em outubro, de Herbert de Perto e Alô, Alô, Terezinha, e as de Jards Macalé, um Morcego na Porta Principal e Cidadão Boilesen, previstas para novembro, mais quatro documentários brasileiros também devem estrear. Concentrados em dois meses, antecedendo os grandes lançamentos de fim de ano, a maioria desses filmes parece fadada a uma carreira comercial breve. Embora desiguais, mereceriam ficar mais tempo em cartaz para poderem ser vistos e debatidos.” Eduardo Escorel

aqui

**********

O texto acima foi publicado na nova edição da Piauí e pode ser acessado pelo leitor. Tem outros, também interessantes, que podem ser lidos on line.

Go to TOP