Termópilas

Konstantinos Kavafis

 

Honra se deve àqueles que na vida

Termópilas fixaram p’ra guardar,

que do seu dever nunca se desviam

que nunca fogem ao que o dever dita

e justos são na acção e sempre rectos,

mas nunca perdem pena e compaixão;

se ricos, generosos, e se pobres

ainda generosos com seu pouco.

Que acodem sempre a todos quantos podem;

e, que à verdade sempre são fiéis,

mas não guardam rancor aos que são falsos.

 

E honra ainda mais lhes é devida,

se já prevêem (são tantos os que o fazem),

que no fim há­‑de vir um Efiálte,

e os Persas no final hão­‑de passar.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo