‘Terra Sonâmbula’ ganha o FESTin

“Terra Sonâmbula”, baseado no romance homônimo do escritor moçambicano Mia Couto, venceu a primeira edição do Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa, FESTin, que termina neste domingo (9) em Lisboa.

O prêmio principal ficou com a obra dirigida por Teresa Prata, que narra a história de Muidinga, um menino que perde a memória e decide procurar a família durante a guerra civil em Moçambique.

Já “Kunta”, do diretor de São Tomei e Príncipe Ângelo Torres, conquistou o prêmio de melhor curta-metragem, eleito pelo voto popular.

O FESTin começou no dia 4 de maio e exibiu mais de 40 produções na língua portuguesa. O objetivo é estreitar os vínculos culturais entre Portugal, Brasil, Moçambique, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomei e Príncipe e Timor-Leste, os oito países de língua oficial portuguesa.

A inclusão social foi um dos eixos desta edição, onde, entre outros filmes, foi projetado o documentário brasileiro “Contratempo”, obra da atriz e diretora Malu Mader, que explora os efeitos da música clássica nos jovens das conflituosas favelas cariocas.

O certame, que no próximo ano será realizado no Brasil e em Moçambique, está incluído nos dias culturais que a Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) organiza. Trata-se de um fórum multilateral com sede em Lisboa que reúne Portugal e suas antigas colônias.

Comentários

There is 1 comment for this article
  1. João da Mata 10 de maio de 2010 9:53

    Tácito, amigo

    bela postagem. Gostei muito do livro Terra Sonambula do Mia Couto
    Essa atividade que acontece em Lisboa junto às colonias podia vir para Natal no proximo ano no encontro dos Lusos.

    abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo