Time de escritores lançará nova revista literária em Natal

Ela já existe no mundo virtual e já conta 13 edições. Mas a intenção dos autores é migrar para o impresso. Para isso irão inscrever o projeto nas leis de incentivo. Mas mesmo sem a aprovação pública, a Revista Kukukaya será lançada de todo jeito, com recursos próprios no próximo ano.

O projeto pertence ao poeta de origem mineira, residente em Macau por anos e hoje radicado em Natal, Alfredo Neves. Ele idealizou a revista e juntou um time bacana de colaboradores, como Thiago Gonzaga, Aluízio Azevedo Jr. e outros. Para acessar a revista, clique AQUI.

Hoje a revista virtual tem regularidade bimestral. O projeto é para um impresso trimestral. Em 13 edições, o projeto já tem catalogado um conteúdo muito bom. Tenho minhas ressalvas quanto à estética da revista, que ao meu ver precisaria de um editor experiente também para dar mais identidade à publicação.

Não li ainda a revista O Galo (pretendo tentar um exemplar hoje), mas imagino que a Kukukaya tenha a mesma proposta, já que trabalha mais com gêneros literários e menos com jornalismo cultural. Além de uma entrevista, que na última edição é com o próprio Aluízio Azevedo.

Enquanto seu 2016 não vem, o time de autores já organiza as últimas duas edições virtuais deste ano e organizam o projeto para inscrever nas leis ainda este mês, quando se encerram os prazos – pelo menos na lei estadual e acho que na municipal também.

Thiago já faz um trabalho massa editando a revista da Academia, com textos excelentes. Talvez fosse o caso de unir ideias para uma revista mais qualificada e, principalmente, com boa distribuição, inclusive em instituições públicas de ensino.

Intelectuais escreverem para intelectuais… vemos esses filme em muitos festivais literários. Assim a roda não gira. Acho que Thiago tem a faca, o queijo e um doce de goiaba na mão. Além da revista da ANL e da Kukukaya, coordena ainda a Caravana de Escritores, já aprovada na Lei CC. É pensar num produto bacana e distribuído onde realmente interessa.

Jornalista por opção, Pai apaixonado. Adora macarrão com paçoca. Faz um molho de tomate supimpa. No boteco, na praia ou numa casinha de sapê, um Belchior, um McCartney e um reggaezin vão bem. Capricorniano com ascendência no cuscuz. Mergulha de cabeça, mas só depois de conhecer a fundura do lago. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − dezessete =

ao topo