Traduções de Milton Lins

Caros amigos:

Conheci o trabalho de Milton Lins quando escrevi o artigo “Rir do corpo” e li a tradução que ele fez do “Soneto do buraco do cu”, de Rimbaud e Verlaine, a partir de indicação feita por Nelson Patriota. Recentemente, recebi os quatro volumes das “Pequenas traduções de grandes poetas”, mais um exemplar do livro “Rimbaud em metro e rima”, todos de Milton Essa vasta produção demonstra dedicação e seriedade, merecedora de nossa atenção. Milton traduz principalmente do francês e adota um estilo de cuidado vocabular, com alguns experimentos na variação de métricas. Os textos evidenciam conhecimento das línguas envolvidas e atenção poética, contribuindo para maior divulgação dos autores traduzidos.
Abraços:

Nasci em Natal (1950). Vivo em São Paulo desde 1970. Estudei História e Artes Visuais. Escrevo sobre História (Imprensa, Artes Visuais, Cinema Literatura, Ensino). Traduzo poemas e letras de canções (do inglês e do francês). Publiquei lvros pelas editoras Brasiliense, Marco Zero, Papirus, Paz e Terra, Perspectiva, EDUFRN e EDUFRJ. Canto música popular. Nado e malho [ Ver todos os artigos ]

ao topo