Trinta anos da morte de Cartola e seu eterno legado

Por Lucas Nobile

De quase todos parceiros e amigos que conviveram com ele, a pergunta é a mesma: “Já faz tanto tempo assim? Meu Deus.” A resposta é sim. Hoje, completam-se 30 anos da morte de Angenor de Oliveira, o mestre Cartola, e o espanto das pessoas próximas ao sambista é natural. A obra do fundador da Estação Primeira de Mangueira é tão atemporal que nem parece que ele se foi há três décadas.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze − um =

ao topo