UFRN já é referência na formação de violoncelistas no Brasil

A Escola de Música da UFRN é indubitavelmente um dos grandes centros de ensino e pesquisa do violoncelo no Brasil tendo recebido em sua história recente professores e violoncelistas como Italo Babini, Martin Ostertag (HFM-Karlsruhe), Darrett Adkins (Juilliard School), Mark Kosower (Cleveland Orchestra), Brinton Smith (Rice University) e Ophelie Gaillard (Conservatorio de Genebra).

Nos últimos tres anos um esforço concentrado tem sido feito na formação de jovens violoncelistas dentro do Projeto de Ações Integradas “A Propagação da Cultura do Violoncelo” nos polos de Natal e Mipibu (ONG Oficina dos Sonhos com crianças e jovens da Comunidade de Novo Horizonte, e ONG Cajupiranga com crianças e jovens de Mipibu).

Recentemente com a entrada da EMUFRN no PRONATEC, mais 30 jovens começaram seus estudos do instrumento. O “Curso de Iniciação ao Violoncelo” promovido pelo grupo “UFRN CELLOS” abriga hoje 46 violoncelistas iniciando no estudo do instrumento.

Com todos esses acontecimentos, a UFRN está trazendo Natal de volta a posição de destaque como centro produtor de violoncelistas, como ocorreu no inicio do Século 20, com Aldo Parisot, Italo Babini, Mario Tavares entre outros.

O Grupo “UFRN CELLOS” (formado exclusivamente por alunos da UFRN) é hoje grupo permanente do NAC, e um dos mais requisitados do Brasil, tendo se apresentado na MIMO (Olinda), Festival Virtuose (Recife), Rio Cello Encounter (RJ), Festival Música nas Montanhas (MG) e nos mais diversos eventos de importância na UFRN.

A “IV Mostra de Violoncelos de Natal” terá como foco principal fomentar a produção científica e cultural e disseminar a cultura do violoncelo nos projetos do UFRN CELLOS apoiados pela PROEX. Além dos concertos e masterclasses, como ocorrido nas Mostras anteriores, essa terá como diferencial a inclusão da apresentação de artigos científicos sobre o instrumento sendo assim o primeiro evento do gênero no Brasil.

Para a IV MOSTRA DE VIOLONCELOS DE NATAL evento estarão presentes os violoncelistas Kim Bak Dinitzen ( Royal Danish Academy of Music), Henrik Brendstup (Royal Academy of Music-Aarhus), Ole Akahoshi (Yale University), Fabio Presgrave (UFRN), Felipe Avellar de Aquino (UFPB), Cristian Brandão (UFPA), Silvio Ferraz (USP), Kayami Satomi (UFG), Rodolpho Borges (OSTNCS) e Pedro Huff (UFPE).

O evento conta com 112 violoncelistas inscritos de escolas como Universidade de Cork (Irlanda), Royal Academy of Music-Aarhus (Dinamarca), UFRN, UNICAMP, UFPB, USP, NEOJIBA, CPM.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo