Último espetáculo da trilogia do Clowns de Shakespeare estreia nesta quinta, no Barracão!

Após as estreias de ‘Nuestra Senhora de las Nuvens’ e do infanto-juvenil ‘Abrazo’, o grupo Clowns de Shakespeare fecha a trilogia de espetáculos dentro da pesquisa sobre temas que envolvem o contexto político e social latino-americano com a montagem de ‘Dois Amores y Um Bicho’, do venezuelano Gustavo Ott. A estreia já é amanhã. O espetáculo cumpre temporada de um mês no Barracão Clowns, até o dia 22 de março, sempre de quinta domingo. Os ingressos já estão à venda no local.

unnamed (1)O espetáculo é dirigido pelo carioca Renato Carrera, reconhecido por montagens premiadas, como Savana Glacial (Prêmio Shell de melhor Texto) e o recente Vestido de Noiva (indicado a sete prêmios, incluindo Shell, Cesgranrio e vencedor do Prêmio Questão de Crítica como “Melhor Espetáculo”). O diretor trouxe sua bagagem para passar alguns meses na capital potiguar, dentro do Barracão, na criação desse trabalho, à convite dos Clowns.

O espetáculo também marca a volta aos palcos do casal César Ferrário e Titina Medeiros (que no ano passado estiveram afastados do grupo por causa de trabalhos na televisão), e contará ainda com a presença do ator e diretor João Júnior, potiguar residente em São Paulo e ex-integrante dos Clowns, que foi especialmente convidado para compor o elenco dessa história.

A dramaturgia, escrita em um estilo cheio de instabilidades narrativas, traz à tona uma série de tensões, situada pelo diretor num período pós-Segunda Guerra Mundial, mas muito mais contemporâneo do que podemos imaginar. Apresenta ao espectador uma história que começa com um atentado: uma bomba jogada em um jardim de infância. A notícia revela o caráter de um pai que matou seu cão a pontapés por considerá-lo homossexual e esse é o eixo central da trama, ambientada na casa da família ou no Jardim Zoológico, que vai ganhando dimensões de universo.

Num contexto de repressão policial das ditaduras latino-americanas, um passado de terror, um presente de contenção do desejo, de apaziguamento da utopia, de conformismo pequeno-burguês com o logro econômico da classe média, e um futuro incerto, acontece a história de um pequeno núcleo familiar: do tédio ao assassinato, do amor ao ódio, da imobilidade à vibração.

O espetáculo propõe um mergulho no “estilo macabro latino-americano” criado pelo próprio Gustavo Ott, apresentando uma encenação densa e cortante, com elementos sombrios e interpretações que transitam entre o dramático e o épico.

A trilha sonora especialmente criada para a peça é uma parceria de Gabriel Souto e Marco França, que também assina a direção musical. Na produção executiva temos Rafael Telles, que estreia também como cenógrafo; Ronaldo Costa traz uma iluminação desafiadora e precisa. Os atores tiveram um acompanhamento técnico da bailarina e preparadora corporal Ana Cláudia Viana e vestem figurinos de João Marcelino. A preparação vocal e direção de texto ficou à cargo mais uma vez da mineira Babaya, parceira das últimas montagens do grupo. A equipe ainda conta com Johann Jean, responsável pelas projeções em vídeo e com Márcia Lohss, como assistente de direção.

SERVIÇO
Espetáculo “Dois Amores y Um Bicho”
Clowns de Shakespeare
De 26 de fevereiro à 22 de março de 2015.
Quintas e Sextas às 20h
Sábados e Domingos às 19h
R$ 30,00 (inteira) R$ 15,00 (meia) R$10,00 (moradores de Nova Descoberta, mediante comprovação de residência)

Jornalista por opção, Pai apaixonado. Adora macarrão com paçoca. Faz um molho de tomate supimpa. No boteco, na praia ou numa casinha de sapê, um Belchior, um McCartney e um reggaezin vão bem. Capricorniano com ascendência no cuscuz. Mergulha de cabeça, mas só depois de conhecer a fundura do lago. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo