Um bate-papo com Danilo Beyruth

Por Raquel Cozer

Em 2010, convidada a participar de votações das melhores HQs do ano pelo Telio Navega, do Gibizada, no Globo, e pela revista pernambucana O Grito, descobri que uma graphic novel lembrada por quase todos os votantes, e que acabou no topo das duas listas, eu não tinha lido: Bando de Dois (Zarabatana), do Danilo Beyruth.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo