Um cântico para Carla Bandeira

Que canções entoaremos nós

para aquela que partiu tão cedo

da aurora dessa vida?

 

Que lágrimas correrão dos nossos olhos,

feito rios a fluir saudades infinitas

daquela que veio de terra distante,

lá dos campos de São José,

por onde correm as águas do Paraíba?

 

Que louvações faremos àquela

que tão cedo, pouco mais que uma menina,

enveredou pelos caminhos de ser  mãe

e esposa dedicada?

 

Ouçam, crianças,

todos vocês apurem os ouvidos

e escutem o murmúrio distante

das águas que correm no Vale do Paraíba,

estas águas que se juntam

no mesmo oceano onde se despeja o Potengi.

 

Assim como os rios correm para o mar,

também  trilhaste o teu destino

para as praias da pedagogia chegar.

A educação foi teu rio, teu mar, teu barco,

teu cais e teu lar.

 

E nestas terras de Poti,

altiva e serena, te fizeste guerreira.

Nas escolas, por entre crianças, amigos e amigas,

fincaste com alegria a tua bandeira.

 

Que canções ouviremos agora,

senão o murmúrio do vento

por entre camadas de nuvens, além das estrelas,

muito além do horizonte, em suave lamento?

 

E a brisa incessante a soprar nos traz o frescor

das lembranças, um misto de sorriso e pranto

por aquela que, mesmo longe, parece tão perto.

E, ainda hoje, em silêncio, na lousa da memória,

nos vêm as tuas lições, o teu exemplo de

dedicação, entrega e coragem.

 

Juntos, agora, entoamos um cântico de celebração

à tua existência tão curta e tão bela.

 

Façamos ecoar pelas salas, nos pátios da escola,

por todos os lugares, a melodia da gratidão por ti,

pelo teu trabalho de educadora.

E nos fere uma saudade fina

e o teu exemplo nos inspira a seguir avante.

Queremos empunhar o mesmo estandarte

que com tanta bravura carregaste.

 

Receba o teu galardão de guerreira,

de patrona dessa escola,

um altaneiro pendão que tremula

no edifício do coração de todos nós.

No coração de todos aqueles que

prosseguem com o teu ideal

de ensinar às crianças essa grande lição:

“A vida pode ser breve,

e, ao mesmo tempo, ser eterna inspiração

e brilhar feito estrela

quando existe a pedagogia do amor no coração.”

 

Salve, Carla Bandeira!

É tua essa canção!

(José de Castro)

Segue-se  um  resumo biográfico da professora que foi homenageada no poema acima.

CARLA APARECIDA ALBERNAZ BANDEIRA (1975 – 2013) nasceu em São José dos Campos/SP, onde cursou o magistério. Casou-se aos dezesseis anos e teve o primeiro filho. Em 1995, mudou-se para Natal/RN, onde teve o seu segundo filho. Completou seus estudos de Pedagogia na Universidade Vale do Acaraú – UVA e chegou a iniciar curso de especialização em Psicopedagia na Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN. Estagiou no COC, Cidade Satélite e trabalhou como auxiliar no Centro de Educação Integrada – CEI. Foi funcionária concursada da Prefeitura do Natal e também professora concursada de escola pública infantil em Parnamirim/RN.

De junho a novembro de 2013 a professora Carla Bandeira, que era muito querida por todos os seus alunos e por suas colegas de trabalho, lutou bravamente contra um câncer, sem sucesso. Faleceu em Natal no dia 27 de novembro de 2013, aos 38 anos de idade.

Em 2015, foi inaugurada no CMEI Fernanda Jales, no bairro Pitimbu, em Natal, a Praça Literária Carla Bandeira. A professora Carla Bandeira chegou a trabalhar nesse importante Centro Municipal de Educação Infantil que é referência na formação de professores, tanto para Natal quanto para outros municípios. Em 2016, o prefeito de Natal, através do Decreto 10.969, de 03/03/2016, alterou o nome do CMEI Wilma de Faria para CMEI Carla Bandeira, localizado na  Rua Nilo Ramalho, no Morro Branco, em Natal/RN. Mais uma merecida homenagem a essa professora, uma profissional competente e muito querida na área da educação infantil.

 

*José de Castro, jornalista, escritor, poeta. Mestre em Tecnologia da Educação. Ex-diretor da TV-Universitária. Professor aposentado do Departamento de Educação da UFRN. Autor de livros infantis. Autor dos livros de poemas APENAS PALAVRAS e QUANDO CHOVER ESTRELAS. Contato: josedecastro9@gmail.com

Jornalista, escritor e poeta. [ Ver todos os artigos ]

Comments

There is 1 comment for this article
  1. Ivanosca 13 de Junho de 2016 15:46

    Parabéns pela iniciativa de homenagear uma pessoa tão querida como nossa amiga Carla, que Jesus continue te iluminando e novas homenagens surgirão. Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP