Um crime contra a terra e contra as pessoas

Eu quero ver a direção da Mineradora Samarco ser processada por crimes ambientais e contra a humanidade, a empresa expropriada e a Vale obrigada a pagar o reflorestamento de tosas as áreas devastadas pela lama tóxica; a descontaminação dos solos e das águas; o tratamento médico e o acompanhamentos médico e psicológico de todos os sobreviventes durante o tempo que for necessário; uma indenização milionária aos familiares de todas as vítimas e a reconstrução de todas as casas destruídas. Só assim, e só a sociedade reagindo e cobrando tudo isso, talvez consigamos evitar outros crimes – sim: CRIMES, não “tragédias” ou “desastres” – como o de Bento Rodrigues.

Comentários

Seja o primeiro a comentar este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Vá para Topo