Um mestre em movimento

Um dos traços norteadores da obra caudalosa de Antonio Candido é a consciência de uma saudável dinâmica que cerca as interpretações e análises na seara das artes – e da literatura, em especial. Além de ser um intelectual que reconhece os valores estéticos para além das amarras dos valores éticos e políticos, ele é, na definição da crítica Leyla Perrone-Moisés, um crítico de enunciação delicada, que nunca se apresenta com juízos de verdade definitivos e indiscutíveis. ”No lugar das certezas, Antonio Candido prefere o prazer do movimento”, reforça o jornalista José Castello.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × três =

ao topo