Um novo pensamento selvagem?

indio“Lévi-Strauss, em entrevista ao antropólogo Eduardo Viveiros de Castro na revista acadêmica Mana , comentou que “(as sociedades indígenas) estão esquentando, ao passo que as nossas esfriam. Na França isso é muito claro: o interesse pelo patrimônio, os esforços para reencontrar as raízes…”. Os matis estão em plena época “quente” de suas relações com os mercados internacionais de turismo e televisão. E, o que é mais interessante, esquentam justamente pela valorização e foco em seus “patrimônios”, interessados em ganhar dinheiro e prestígio com sua cultura material e imaterial.” Barbara Arisi

aqui

Go to TOP