Um parágrafo de 48 horas

Correria e leitura de uma página ou duas de A Arte da Guerra, de Maquiavel, nos intervalos da rotina. Linguagem chata, escrita na segunda pessoa, mas um livro valioso. A ânsia, na verdade, é pelo início de A Desobediência Civil, de Henry Thoreau. No mais, a notícia que aquela bióloga gaúcha, Ana Paula Maciel, sequestrada por russos quando do protesto no Oceano Ártico, chegará no Erriene nesta quinta-feira. Intuito é conhecer o trabalho de uma ONG em São Miguel do Gostoso, além de conhecer belezas do Estado potiguar. Potenciais que também serão conhecidos por milhares de jornalistas estrangeiros durante a Copa. Fiquei impressionado, em reunião na manhã de hoje, com a estrutura estratégica, física, de logística e marketing montada pelo Governo para atender essa demanda e divulgar o turismo e o potencial econômico do Estado. É isso. Chego já e relato minha grata surpresa com o CD de Clara Menezes.

Acredito que música, literatura e esporte são ansiolíticos dos mais eficazes; que está na ralé, nos esquisitos e incompletos a faceta mais interessante da humanidade. [ Ver todos os artigos ]

Comments

Be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP