Uma nova rede independente de música é criada no RN. Veja como participar!

Por Rede de Música Independente de Natal

A divulgação da programação oficial do Natal em Natal – evento promovido pela Prefeitura de Natal- tornou público não só as atrações confirmadas como também exibiu uma lacuna importante: A música feita na cidade não está presente. Com isso, uma grande parcela da população acaba perdendo de vista a intensa produção musical que vem se desenvolvendo de maneira independente a vários anos em Natal e que atualmente encontra-se num de seus momentos mais intensos de produção, a revelia do devido apoio do poder institucional.

Nesse sentido, iniciamos em 20/10 a articulação da REMUIN (Rede de Música Independente) com o intuito de conectar aqueles que trabalham com música autoral na cidade de Natal (músicos, produtores e demais envolvidos) e que estejam interessados em unir forças para potencializar o cenário cultural da cidade em sua diversidade, criando estratégias de atuação tanto para o diálogo com o poder púbico quanto em matéria de fortalecimento da produção independente no seus mais variados aspectos.

Não ficaremos em silêncio, nem tampouco de luto pelo fato de constatar que a Prefeitura de Natal não vem contribuindo adequadamente para o fomento da produção musical que a cidade possui. Ao invés disso, nos colocamos aqui para ligar os pontos e expor – para a população da cidade e para o poder público – a bela e forte rede de música que se tece em Natal e que precisa estar melhor conectada entre si para tornar suas ações mais amplas.

Nosso próximo passo será partir para um encontro com a atual gestão do município no sentido de levar uma alternativa concreta para solucionar o grande vazio que a programação do Natal em Natal tornou pública. A população, em sua pluralidade, precisa saber que Natal tem música e é fundamental que os músicos e produtores locais se conectem, independente das diferenças de estilo, pois o fato de sermos tão diferentes uns aos outros é justamente o que nos fortalece.

O primeiro encontro da REMUIN contou com a presença de representantes das seguintes bandas:

Igapó de Almas
https://www.facebook.com/igapodealmas
Mc Priguissa
https://www.facebook.com/MCPriguissa
Dusouto
https://www.facebook.com/BandaDuSouto
Rosa de Pedra
https://www.facebook.com/rosadepedraperfil
Esquizophanque
https://www.facebook.com/esquizophanque
Luísa & os Alquimistas
https://www.facebook.com/luisaeosalquimistas
Plutão já foi Planeta
https://www.facebook.com/plutaojafoiplaneta
Qu4tro
https://www.facebook.com/nosqu4tro
Arduino contra o bando
https://www.facebook.com/ArduBanda
Seu Ninguém
https://www.facebook.com/seuninguembanda
Talude
https://m.facebook.com/taludemusic
Mamute
https://m.facebook.com/MaMuteBanda
maGo daSilva e d malassomBROSband
https://www.facebook.com/inpropriamusic
Hotel Dolores
https://www.facebook.com/bandahoteldolores
Zurdo
https://m.facebook.com/ProjetoZurdo
Koogu
https://m.facebook.com/bandakoogu
Tesla Orquestra
https://m.facebook.com/TeslaOrquestraband
Clara e a Noite
https://www.facebook.com/Clara-e-a-Noite-153150451448184/…
Simona Talma
https://www.facebook.com/simonatalm
Zé Caxangá e seu Conjunto
https://www.facebook.com/zecaxangaeseuconjunto?fref=ts
Ruído de Máquina
https://m.facebook.com/ruidodemaquina
Son of a Witch
https://m.facebook.com/sonofawitch666
Orchestre Noire
https://m.facebook.com/OrchestreNoir
Abducted
https://m.facebook.com/profile.php?id=1564013570523288
Vênus Negra
Vela
https://m.facebook.com/666vela
Ourang Medan
https://m.facebook.com/ourangmedansludge
Sanskara Drone Ensemble
https://m.facebook.com/Sanskaradroneensemble
Andróide Sem Par
https://www.facebook.com/AndroideSemPar
Camarones Orquestra Guitarrística
https://www.facebook.com/CamaronesOrquestraGuitarristica?fref=ts
Contato REMUIN: r3muin@gmail.com

Playlist: https://soundcloud.com/remuin
‪#‎nataltemúsica‬‬ #remuin

DO BLOGUEIRO: O ainda gestor Rodrigo Bico disse não ter criado nenhum evento megalomaníaco porque tinha outras prioridades. E eis que vemos acima toda uma categoria artística cobrando espaço em um mega evento. Pela lógica se pressupõe a importância do evento como palco e visibilidade ao trabalho autoral do artista potiguar. Então, aí também mora a problemática da discussão: esse palco precisa mostrar a música potiguar. O artista nacional pode funcionar como atração de público, como faz, por exemplo, o MADA. O Festival convida artistas renomados para o show de encerramento e tem todo um set list formado por bandas independentes. Dessa forma, acredito que deva haver o engajamento da classe e, principalmente, abertura de diálogo pela Prefeitura. Próximo ano – ou quem sabe ainda neste -, aposto, teremos outro formato muito mais participativo no Natal em Natal.

MUDANDO DE CONVERSA…………… Projeto de Lei aprovado na última quarta, na Câmara Municipal de Natal, obriga instalação de 10% dos banheiros químicos em eventos públicos ou privados, adaptados às necessidades de pessoas portadoras de deficiência…………… Sabe o que é redundância? É o combate ao Coronelismo pelo aparelhamento do Estado…………… Em breve, entrevista bacanuda com Jomardo Jomas, do MADA…………… Espetáculo da Sociedade T atualiza tema tratado em “Pode Ser Que Seja Só o Leiteiro Lá Fora”, peça de Caio Fernando Abreu sobre o contexto social-político da década de 1970. A peça entra em nova temporada, nesta quinta, na Casa da Ribeira, às 20h…………… A 6ª edição do Festival Internacional de Cinema de Baía Formosa (FINC) acontece próxima terça e quarta. E este ano terá a “Mostra de Curtas Potiguares”. Os dez selecionados terão os filmes exibidos durante VI FINC. Regulamento AQUI.

Jornalista por opção, Pai apaixonado. Adora macarrão com paçoca. Faz um molho de tomate supimpa. No boteco, na praia ou numa casinha de sapê, um Belchior, um McCartney e um reggaezin vão bem. Capricorniano com ascendência no cuscuz. Mergulha de cabeça, mas só depois de conhecer a fundura do lago. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito − sete =

ao topo