Vai que dá certo o super nada

Por José Geraldo Couto

Dois filmes brasileiros em cartaz são dignos de nota por motivos bem diferentes: Vai que dá certo, de Mauricio Farias, e Super Nada, de Rossana Foglia e Rubens Rewald (não confundir com o crítico Rubens Ewald Filho). Comecemos pelo primeiro.

aqui

Comments

Be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP