Vale quanto pesa (no bolso)

Amigos:

A idéia do vale-cultura tem vantagens e desvantagens:
1) É bom assumir a cultura como bem de primeira necessidade, junto com arroz, feijão, futebol e camisinha (camiseta e grife tb).
2) O nível de renda no país é péssimo, o vale ajuda a comprar uma ou outra coisa cultural (livro, ingresso pra espetáculo, dvd).
3) O vale complementa salário. Não seria necessário discutir salário como garantia de consumo? A pergunta se aplica ao bolsa-família (não é direito adquirido, qualquer outro governante pode retirar, cria dependência em relação a um líder ou um partido). Salários decentes podem ser substituídos por direito à propriedade que gere renda (reforma agrária já!).
4) O valor é MUITO BAIXO! Melhor que nada mas quase nada! Queremos mais cultura! Pelo direito aos shows de Mônica Salmaso e às apresentações das Sinfônicas da vida, por mais caros qu sejam os ingressos! Pobre também pode vir a gostar de ópera e balé! Ou gostar de Fernando Pessoa e Jorge Luís Borges!
5) Além de salários melhores, merecemos políticas culturais públicas melhores – bibliotecas decentes, museus que valham a pena, espetáculos subsidiados, universidades públicas para todos que as desejam etc.
6) Pelo livre consumo cultural: quem quiser usar seu vale para comprar cds de Amado Batista ou livros de Paulo Coelho, que use! Forró pé-de-serra, Carnatal e bossa-nova para todos que os almejarem! Tragédia grega e teatro Nô também!

Abraços:

Nasci em Natal (1950). Vivo em São Paulo desde 1970. Estudei História e Artes Visuais. Escrevo sobre História (Imprensa, Artes Visuais, Cinema Literatura, Ensino). Traduzo poemas e letras de canções (do inglês e do francês). Publiquei lvros pelas editoras Brasiliense, Marco Zero, Papirus, Paz e Terra, Perspectiva, EDUFRN e EDUFRJ. Canto música popular. Nado e malho [ Ver todos os artigos ]

Go to TOP