Vazador do Wikileaks leva relator da ONU a repreender EUA

O relator especial da ONU sobre tortura, Juan Mendez, emitiu uma rara advertência o governo dos Estados Unidos nesta segunda-feira, por negar seu acesso ao soldado americano preso por ter vazado ao site WikiLeaks documentos diplomáticos do país, informou o jornal inglês “Guardian”.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 1 =

ao topo