Velas aos ventos

Só agora, 15h, a Cabo restabeleceu a internet aqui de casa. Defeito numa peça. Por isso, a demora em liberar os comentários. Para completar não pude contar com as salvadoras lans do centro, todas fechadas hoje. Fiquei enrolando aqui pegado com Gracias por el Fuego, do grande Mario Benedetti, que estou em vias de concluir. Agradecido a todos pelas mensagens. Sintam-se abraçados por este velho marinheiro. E, velas aos ventos, que a nau não pode parar.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − 1 =

ao topo