Vereadores pensam ter aprovados dois projetos de interesse cultural. Será?

A dileta Câmara Municipal de Natal aprovou ontem, em uma sessão realmente ordinária, projetos que, segundo eles, beneficiarão a cultura. O primeiro autoriza a Prefeitura a criar o Memorial Café Filho nas dependências do Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte. Júlio Protásio, autor da proposta, disse que o patrimônio histórico potiguar precisa ser preservado. Ok.

“Trata-se de enaltecer o único potiguar que conseguiu alcançar o cargo mais importante do Brasil. Café Filho (FOTO) era um homem simples, que saiu do bairro das Rocas para os salões palacianos. Todavia, nunca perdeu a humildade e o contato com as comunidades. As novas gerações devem conhecer a vida desse grande brasileiro que prestou relevantes serviços ao nosso povo”, disse o edil. Justo.

Também chancelado um Projeto de Decreto Legislativo de autoria do presidente da Casa, Franklin Capistrano, sobre a criação do Espaço Cine Vídeo Debates Moacy Cirne. “Esse espaço funcionará na Escola do Legislativo aqui na Câmara Municipal com o objetivo de oferecer cultura cinematográfica para a população através da exibição e debate de filmes de arte”.

Duas ideias razoavelmente interessantes, penso. A segunda leva homenageia o saudoso Moa. Mas acredito em um alcance pífio de público para ambos. Isso se forem realmente implantados. Talvez o memorial, pela localização, atraia alguma estudantada provocada por alguma diretora de escola mais sensível. Mas essa escola cinematográfica não chama nem mosca. O Cineclube Natal tenta há anos atrair 20 gatos pingados para suas sessões, em locais bem mais democráticos e atrativos, e hoje arqueja cansado.

Mas de boas intenções, ne?

Jornalista por opção, Pai apaixonado. Adora macarrão com paçoca. Faz um molho de tomate supimpa. No boteco, na praia ou numa casinha de sapê, um Belchior, um McCartney e um reggaezin vão bem. Capricorniano com ascendência no cuscuz. Mergulha de cabeça, mas só depois de conhecer a fundura do lago. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo