versões

i

eu perdi minha vida pela delicadeza
sim, rimbaud e eu
demasiado humanos

ii

eu me perdi sem delicadeza
sim, rimbaud e eu
exagerados

Comentários

Há 3 comentários para esta postagem
  1. Jarbas Martins 16 de março de 2011 13:23

    eu disse, sim, que nina rizzi era um cataclismo. alguém aí não concorda.?.não gostou dessa palavra que empreguei,ao falar de uma beldade? um tolo disse, certa vez, que picasso era um misógino porque deformava as mulheres que pintava.eu digo que nina seria,com certeza,, uma musa de picasso.uma das musas de picasso.musas que foram, de forma comovente, construídas e desconstruídas pelo espanhol, musas suplicantes, choronas, altivas, épicas..

  2. Jarbas Martins 16 de março de 2011 7:51

    pô, tácito, vê se organiza a suruba.eu ia fazer outro comment pro poema de nina, e já viraram a página com seus versos e borrões geniais.mas vai aqui o queria dizer: em matéria de cataclismos eu tenho cá os meus preferidos: césar vallejo, nina rizzi e oswald de andrade..

  3. Jarbas Martins 16 de março de 2011 6:30

    ler os poemas de nina rizzi é imprescindível.pequenos versos, flores mínimas e perversas, colagens, bricolagens,versões, trocadilhos feitos para torcer os narizes dos que não entendem nada. nina é o par imperfeito de carito.caretíssimos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo