Vicente Vitoriano expõe ‘Abissais’ na Conviv’Art

unnamed (8)
O artista plástico, professor e crítico Vicente Vitoriano montou a exposição ‘Abissais’, que ficará à mostra na Galeria Conviv’art, na UFRN, entre os dias 8 e 24 de outubro. Quem escreve a respeito é o curador da exposição, o professor do Departamento de Artes da UFRN, Erasmo Andrade.

ABISSAL
por Erasmo Andrade

O inconsciente e o consciente emergem na pintura de Vicente Vitoriano, com seus rostos-máscaras que reinventam antigos e obscuros personagens do teatro greco-romano, ao mesmo tempo cintilantes na precisão do traço e nas cores definidas e vivas, mostrando elevado conceito de modernidade e identidade artística, revelada por símbolos oriundos de sua cultura e de seu processo criador.

No trabalho “Gêmeos”, apresenta expressões nas bocas e nos olhos que espelham cumplicidade entre os “eus”, lanhados por cores guachadas e aquareladas, formando entre as figuras uma aproximação de sentimento; um atalho, um abismo surgido de passagens que o tempo não conta mais. Há um momento raro no olhar das figuras (olhar vazado prateado) que sugere uma viagem pelo desconhecido e traça o olho amendoado e alongado nas extremidades, deixando uma fenda que desperta o desejo, cobiça e paixão.

Suas figuras são estilizadas pelo alongamento anatômico e pela colocação dos panejamentos densos, no uso das cores vermelho, amarelo, verde e o preto que acentua o foco dos rostos com a pela aquarelada, na colocação sofisticada de uma técnica que lembra composições de Klimt; no detalhamento refinado de perspectivas de planos de fundos, construídas por teias de linhas verticais ou horizontais vertiginosas como o voo do trapezista sobre o desconhecido.

Também utiliza o giz de cera, a caneta e o guache para criação de movimentos de formas lineares que se bifurcam buscando o início e o fim das coisas que são enigmáticas. São flutuações que tomam forma de metonímias e metáforas, nas quais o artista materializa a existência das coisas pelo caminho do código da arte, intelectualiza relações estéticas, revelando de maneira imagética sua concepção sintética sobre o formato irregular e abismal das coisas mostradas através de um olhar que tem o poder de transfigurar.

Assim é Vicente. Um raro pintor que conhece a mágica da arte, por manipular esses elementos essenciais da beleza estética.

Jornalista por opção, Pai apaixonado. Adora macarrão com paçoca. Faz um molho de tomate supimpa. No boteco, na praia ou numa casinha de sapê, um Belchior, um McCartney e um reggaezin vão bem. Capricorniano com ascendência no cuscuz. Mergulha de cabeça, mas só depois de conhecer a fundura do lago. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Há 2 comentários para esta postagem
  1. Luci Elaine 27 de setembro de 2014 10:32

    Parabéns pela obra maravilhosa Vicente…
    Belo texto também….

    Composição perfeita.

  2. Anchieta Rolim 25 de setembro de 2014 19:14

    Parabéns aos dois! Vicente pelo trabalho que será exposto e Erasmo pelo texto que está a altura.Nos encontraremos por lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo