Vida longa ao poderoso pai

Por Rosane Pavam

Francis Ford Coppola, o velho, sente saudades do jovem Coppola, aquele que sonhava o cinema com ardor. Seu filme Tetro, com estreia prevista neste dia 10, prova tal apelo onírico do cineasta norte-americano de 71 anos. É uma rara obra com roteiro originalmente escrito por ele, desde pelo menos A Conversação, em que um agente secreto tem a consciência torturada ao auscultar as conversas de um casal marcado para morrer.

aqui

Comentários

There is 1 comment for this article
  1. Lívio Oliveira 12 de dezembro de 2010 7:18

    Só se precisa de uma trilogia como a de “O Poderoso Chefão” e um petardo cinematográfico como “Apocalipse Now” para transformar um diretor em alguém que terá não somente uma longa vida, mas uma existência artística eterna.

    E dirigir, com maestria, o maior de todos os astros da cena cinematográfica, o inesquecível Marlon Brando, e, de quebra, Al Pacino e Robert de Niro, não é mesmo coisa para qualquer um.

    Será que alguém discorda?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo