[VÍDEO] “Pelo caminho”, de Iara Carvalho

PELO CAMINHO
 
Os mocós
correndo
nas cercas
de pedra
não me
espantam.
 
Eu mesma
correria se
tivesse pés ágeis
e tamanha
vontade de 
viver.
 
O que me
assombra
nas pedras
das cercas
é seu manto
solitário,
 
a espessura
úmida
do seu porte
misteriosamente
cético
e viril,
 
tantas esperanças
mocozadas
entre mil 
tumores
estirados
sob o sol.
 
Fascinada,
penetro o caminho
oblíquo
dessa cortina
de lágrimas
secretas:
 
tão imensa
é a fatia de
Seridó
no terreno
maduro
das lembranças.

Escritora, agente cultural, graduada em Letras e mestra em Estudos da Linguagem [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo