Vigília cênica de 12 horas termina com apenas dez pessoas na plateia

Tour de force seria um eufemismo para definir tamanho esforço artístico e físico da montagem de 12 horas de “O Interrogatório”, adaptação da peça do dramaturgo alemão Peter Weiss e uma verdadeira “vigília cênica”, como definida pelo grupo carioca Centro de Investigação Teatral.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 + 11 =

ao topo