Viver

Por Charles M. Phelan

A educadora Noilde Barbalho viveu plenamente, e amou o que fez. Privilégio de poucou. Agora, o sossego.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo